netGIAE

 

 

 

A Biblioteca Egas Moniz, da Escola Secundária Nuno Álvares, foi palco de uma sessão de literatura com a escritora Inês Barata Raposo, no dia vinte e seis de setembro, com o patrocínio da Câmara Municipal e  da  Biblioteca Municipal de Castelo Branco. Esta sessão decorreu no âmbito da Semana Municipal da Juventude, em Castelo Branco.

A sessão de abertura teve início com a receção dos alunos do básico, 7º, 8º e 9º anos, e  com apresentação do autora, ex- aluna da escola Nuno Álvares, pela coordenadora da biblioteca.

 A escritora, Inês Barata Raposo,  fez do encontro um  momento de partilha sobre a escrita, as dificuldades perante uma “folha em branco”, e todo o processo de construção narrativa e de produção de um livro, que pode ser moroso e, sobretudo, desafiante.

No final, os alunos colocaram diversas questões sobre o percurso da escritora e sobre a sua obra, nomeadamente sobre a produção e receção da obra.

 

No dia 27 de abril de 2023,  na Escola Secundária Nuno Álvares, na aula de Português da turma do 7ºA, realizou-se uma atividade,  implementada pela docente da Escola Superior de Educação de Castelo Branco, Maria da Natividade Pires, e pela aluna Beatriz Henriques que frequenta a ESECB e está a estagiar em contextos não formais na Biblioteca da Escola Nuno Álvares, orientada pela coordenadora daquele espaço pedagógico.

A atividade implementada consistiu na  abordagem  do texto poético, nomeadamente “O Vagabundo do Mar”, de Manuel da Fonseca e sua relação com as artes pláticas.

Inicialmente, visualizaram-se duas pinturas, uma de René Magritte e outra de Rafal Olbinski, tendo sido colocadas questões sobre as mesmas. Após exploração destas duas pinturas, fez-se a leitura silenciosa e, de seguida, em voz alta do   poema “O Vagabundo do mar”. Seguidamente passou-se à compreensão do mesmo, tendo sido colocadas diversas questões. No decorrer desta atividade, a participação dos alunos foi muito positiva.

 

 

 

No dia 28 de Abril, o Agrupamento de Escolas Nuno Álvares juntou-se à Biblioteca Municipal numa celebração à poesia de Eugénio de Andrade. Neste evento, inaugurou-se a Exposição bibliográfica, artística e documental do poeta e o escritor Gonçalo Salvado apresentou “a poesia de amor de Eugénio de Andrade”.

Os alunos da Secundária Nuno Álvares - Inês Simões, João Francisco, Elias Teran e Eduarda Águas - leram de forma teatralizada poemas de Eugénio, acompanhados pela guitarra de Elias. Foi um momento de grande beleza, em que a palavra poética dita pelos nossos jovens emocionou os presentes e fez recordar o valor da poesia e a sua importância nas nossas vidas.

 

Escuta, escuta: tenho ainda
uma coisa a dizer.
Não é importante, eu sei, não vai
salvar o mundo, não mudará
a vida de ninguém – mas quem
é hoje capaz de salvar o mundo
ou apenas mudar o sentido
da vida de alguém?
Escuta-me, não te demoro.
É coisa pouca, como a chuvinha
que vem vindo devagar.
São três, quatro palavras, pouco
mais. Palavras que te quero confiar.
Para que não se extinga o seu lume,
o seu lume breve.
Palavras que muito amei,
que talvez ame ainda.
Elas são a casa, o sal da língua.

 

Eugénio de Andrade

 

A coordenadora da Biblioteca Escolar

Maria da Saúde Machado

 

Agrupamento Nuno Álvares apura os quatro vencedores para a fase nacional do concurso nacional de leitura.

No dia 20, decorreu a fase interconcelhia do CNL, na Biblioteca Municipal de Idanha-a-Nova. Nesta fase, foram apurados dois alunos por casa ciclo, de entre um grupo de cinco finalistas em palco, selecionados após uma prova escrita sobre uma obra literária.

Os alunos do AENACB venceram os quatro prémios, respeitantes ao terceiro ciclo e secundário.

 

Secundário:

Inês Bastos Simões

João Francisco Santos Martins

 

3º Ciclo:

 Matilde Esteves

 Mariana Inês Rego Matos

 

 

Numa iniciativa do Plano Nacional de Leitura, realizou-se, de 27 a 31 de março, a Semana da Leitura nas bibliotecas das escolas do nosso Agrupamento. 
Ao longo da semana, decorreram  várias atividades e iniciativas alusivas, destacando-se, entre outras, o Encontro com os escritores Pedro Leitão e Richard Towers, o concurso Ler está a acontecer – que contou com a participação de 35 alunos e alunas- e o Concurso de Ditado, o projeto Todos juntos podemos ler,  a comemoração do Dia da Poesia, a exposição sobre Padre António Vieira, Sessão de Biblioterapia – integrada no programa Saúde e bem-estar. 
Todas estas atividades contaram com a elevada participação dos vários elementos da Comunidade Educativa e tiveram como objetivo incentivar, partilhar e experimentar leituras.Felicitamos todos os intervenientes e participantes, destacando os alunos(as) apurados(as) no concurso Ler está a acontecer:
 
Ensino Secundário
-Maria Eduarda Águas  (12º B);
- Maria Simões (11º A);
- João Francisco (12º B);
- Elias Tetan (10º D);
- Gabriel Gonçalves (10º H).
 
Ensino Básico
- Afonso de Sousa (8ºA).
 
Registe-se a vontade e a persistência, sempre reinventadas, da Escola, em geral, e da Biblioteca Escolar, em particular, para formar mais e melhores leitores para sempre e em qualquer lugar.

Subcategorias