Ao longo do mês de novembro, a professora bibliotecária, 2017.11 dicionarios-Bib CCBda Escola Cidade de Castelo Branco, Célia Rodrigues, tem levado a efeito, na Biblioteca da mesma Escola, sessões de sensibilização para o uso pleno do dicionário.

Esta atividade decorre, em articulação curricular, com a disciplina de Inglês e destina-se aos alunos das turmas do 8º ano, tendo, como objetivo principal, não só sensibilizar os alunos para o uso do dicionário, mas também prepará-los para a sua utilização, em contextos menos familiares, quando o nível de exigência, sempre crescente ao longo da sua formação académica, assim o exigir.

Nestas sessões, têm sido focados pontos como tipos de dicionários, características, e diversidade de informação que facultam.

Depois de uma primeira parte, eminentemente teórica, a professora propôs alguns desafios, tais como consultar o dicionário para proceder à divisão silábica, ver como se pronunciam palavras através da utilização de tabelas de transcrição fonética, que se encontram na maioria dos dicionários, e exercícios de índole gramatical.

Algumas tarefas suscitaram reações de surpresa, por parte dos alunos, tendo, no entanto revelado muito interesse e empenho nas atividades propostas.

Entre os dias 30 de outubro e 8 de novembro estará patente, 2017.13.31 CCB Halloweenna Escola Cidade de Castelo Branco, uma exposição de chapéus, magnificamente, enfeitados e relativos à festividade do Halloween, cujos participantes foram os alunos do 3º ao 9º anos, em colaboração com a disciplina de Inglês.

Apresentaram-se a concurso 53 chapéus, ornamentados em casa, tendo sido feito um sorteio para o 1º, 2º e 3º ciclos. Os prémios consistiram em 3 vouchers, no valor de 7,5 Euros, para a aquisição de um livro, na livraria A Mar Arte, para o sorteado de cada ciclo. Em virtude de se registar um elevado número de participações no 1º ciclo, foram ainda tirados à sorte, para este ciclo, três prémios extra, sendo 3 caixas com bombons, cujo formato das mesmas era alusivo à época. O sorteio, que contou com a presença de um elevado número de alunos, foi efetuado no intervalo das 10h, no dia 31 de outubro, na Biblioteca da Escola Cidade de Castelo Branco.

1. A inscrição dos participantes (alunos ou turmas) decorre no mês de novembro, junto do professor de português.

2. No caso do secundário, os contos serão reencaminhados para os email de turma.

4. Em caso de dúvidas, sobre o concurso ou mesmo sobre os textos para leitura, os alunos podem dirigir-se à equipa de professores da Biblioteca.

5. A Realização da PROVA para apuramento para a fase distrital será no início do mês de Janeiro.

6. As obras para leitura são:

2017.11.02 Cao como nos

 

 

 

Obra escolhida para o 3º ciclo:

Cão como nós, de Manuel Alegre

 

 

 

 

2017.11.02 Uma-Terra-Prometida

 

 

Contos escolhidos para o Secundário:

O meu prédio, de Cristina Carvalho

Europa! Europa!, de Miguel Real

In, Uma Terra Prometida - Contos Sobre Refugiados

 

 

2017 10 25 Luis-Portugal

 

No dia 25 de outubro de 2017, Luís Portugal, a convite das Bibliotecas Escolares, do Agrupamento de Escolas Nuno Álvares apresentou o livro "As Canções da Minha Escola", da editora Gailivro, aos alunos dos 1º e 2º anos, das Escolas da Boa Esperança, Cidade de Castelo Branco, Faria de Vasconcelos e Nossa Senhora da Piedade.

O escritor fez-se acompanhar por muitos "amigos" e, juntos, ensinaram formas divertidas de aprender Português, Matemática e Estudo do Meio, com muita música e diversão." Estudar e brincar, brincar e estudar" é a receita dada aos alunos pelo escritor e músico.

Escritora na Biblioteca da Escola Nuno Álvares

A escritora Celeste Gonçalves veio à Biblioteca da Escola Secundária Nuno Álvares2017 10 25 Celeste Goncalves NA falar para alunos do 7º e 8º anos, no dia 25 de Outubro, para celebrar a leitura e o mês das bibliotecas escolares.

Os alunos entraram no mundo da fantasia literária que só a literatura pode proporcionar, descobrindo o livro “A Oliveira Mágica”, que Celeste Gonçalves apresentou com a mestria de uma professora de filosofia: uma incursão pelo mundo rural, onde valores como a amizade e a ligação à natureza são essenciais à existência.

Através da conversa com a escritora, os alunos comprovaram uma vez mais que com os livros nunca estamos sós. Eles são um caminho para a sabedoria e para o conhecimento; com os livros e a leitura temos sempre um passaporte para outros países, culturas, tradições e história; com os livros e a leitura sabemos mais e somos melhores.

Neste sentido, a Biblioteca Escolar do Agrupamento contínua a dinamizar uma série de atividades que seduzem os alunos para o prazer de ler, para o encontro com o livro, para a descoberta desse espaço de aprendizagem e cultura.

Esta atividade integrou-se num conjunto de visitas realizado pela escritora a várias escolas do Agrupamento, a convite da BE/CRE, nomeadamente, na escola Sra. da Piedade, Faria de Vasconcelos e, brevemente, na Cidade de Castelo Branco.

A coordenadora da BE/CRE