Os alunos do 8º Ano das Escolas Secundária Nuno Álvares e Básica Faria de Vasconcelos celebraram o Halloween no âmbito de uma articulação entre as disciplinas de Inglês e de Complemento à Educação Artística.

Assim, na disciplina de CEA, os alunos realizaram uma recriação do quadro American Gothic de Grant Wood e criaram postais em Pop Up, tendo em conta as tradições desta celebração. Na disciplina de Inglês, os alunos leram e interpretaram algumas Halloween Rhymes e, cada um, selecionou a que, na sua opinião, mais se adequava à sua criação artística.

Aqui vos deixamos um vídeo (clique na imagem) com uma mostra dos trabalhos finais. Enjoy!

Cristina Santos, Gabriela Valente (Professoras de Inglês e de CEA) e alunos dos 8º A e B (NA e FV)

Na semana de 25 a 29 de outubro celebrou-se nas escolas do Agrupamento o Halloween. A popularidade do Halloween é maior em alguns países de língua anglo-saxónica (especialmente nos EUA), cujo significado se refere à noite sagrada de 31 de outubro, véspera do feriado religioso do Dia de Todos os Santos. O Grupo 120 (Inglês 1.º Ciclo), constituído pelas docentes Alexandra Alves e Isabel Gonçalves - preparou inúmeras atividades, as quais foram vivenciadas pelos alunos com muito entusiasmo e alegria que foram desde a decoração de portas, trabalhos criativos de expressão plástica com recurso à pintura, recorte, colagem e dobragem, visualização do filme “Room on the Broom,” até à audição de histórias.

Com estas iniciativas as docentes pretenderam desenvolver a imaginação e sentido estético, assim como dar a conhecer a origem e diferentes tradições desta comemoração.

Os alunos estão de parabéns pois contribuíram para o sucesso desta semana verdadeiramente assustadora, que é sempre do agrado de todos.

 

A turma EFA do secundário, realizou uma atividade, com os professores do secundário para assinalar o Dia Internacional da Educação na Prisões comemorado a 13 de outubro, tendo a mesma sido enviada para concurso nacional “DIEP 2021”.

A professora de Inglês desta turma Dolores Fidalgo, lembrou-se do album dos Pink Floyd, The Wall”, no qual se encontra a canção “We don´t need no Education” e, adaptou a letra ao contexto prisional dos alunos, frisando “We all need more Education”. De seguida, ensaiou os alunos para cantarem esta canção com a respetiva letra em Inglês.

O professor desta turma de Aplicações Informática, professor Paulo Serra imprimiu a letra em folhas A4, e com a ajuda de uma aluna universitária de Estudos Musicais, Marta Domingues procederam à montagem de som desta atividade, a qual foi realizada sem a ajuda de qualquer telemóvel ou outro equipamento semelhante, de acordo com as normas de segurança seguidas por todos no Estabelecimento Prisional. O equipamento usado, foi uma máquina fotográfica velhinha, que temos na escola do Estabelecimento Prisional.

 

CONSULTA DA PROVA/PEDIDO DE REAPRECIAÇÃO/PEDIDO DE RECLAMAÇÃO

 

De acordo com a NORMA 02/JNE/2021, é admitida a reapreciação dos exames finais nacionais, provas de equivalência à frequência e provas a nível de escola.

Quando a prova, para além da resolução escrita, incluir a observação do desempenho de outras competências, nomeadamente componente prática ou componente de produção e interação orais, só é passível de reapreciação a parte escrita.

A formalização do pedido de reapreciação de uma prova implica a suspensão da classificação que fora inicialmente atribuída, sem prejuízo da sua utilização, a título provisório, para efeitos de apresentação do processo de candidatura ao ensino superior, no caso dos alunos do
ensino secundário.
A classificação que resultar do processo de reapreciação é aquela que passa a ser considerada para todos os efeitos, ainda que inferior à inicial, sem prejuízo do estabelecido anteriormente.
A classificação final da reapreciação pode ser inferior à classificação atribuída aquando da classificação da prova, não podendo, no entanto, implicar em caso algum, a reprovação do aluno quando este já tiver sido aprovado com base na classificação inicial, caso em que a classificação final da reapreciação será a mínima necessária para garantir a aprovação.