No âmbito do projeto Brigada # Amar o Mar, promovido pelo programa Eco-Escolas, alunos e professores dos Clubes de Ciências, Europeu e Impressora de Sorrisos, da Escola Cidade de Castelo Branco, desenvolveram, no dia 25 de maio, um trabalho de campo, numa área envolvente da barragem de Santa Águeda, no rio Ocreza, a cerca de 26 km da cidade albicastrense, com o objetivo principal de recolher resíduos e identificar a sua tipologia e eventual origem.  

A ação enquadra-se no âmbito da gestão dos resíduos, uma vez que, o lixo que não é depositado corretamente, é transportado pelos rios e, mais tarde ou mais cedo, acaba nos oceanos, transformando-se em lixo marinho que tem muitos impactes, quer para a fauna e flora marinhas, quer a nível social, económico e até na saúde humana, daí a importância destas ações em qualquer lugar, mesmo afastado do mar.

Aproveitando o facto de se estar num espaço essencialmente natural, foi desenvolvido um trabalho interdisciplinar (Ciências Naturais, Físico-Química, Geografia) que envolveu três grupos de trabalho com as seguintes tarefas atribuídas:

Grupo 1 – Recolher água para análise no local e trazer uma amostra para a escola para determinar vários indicadores. No local, foi determinado o pH = 6 e a densidade 1gr/m3.

Grupo 2 – Avaliar a qualidade do ar com os aparelhos adquiridos no âmbito do projeto MAPeAR. O grupo encontrou uma qualidade do ar = Excelente.

Utilizar a bússola para determinar a orientação do paredão da barragem (W-E).

Grupo 3 – Observar a biodiversidade – Utilizar lupa e binóculos para observações.

O grupo fez registos para serem trabalhados na escola.

Todos os grupos tinham a “missão” de recolher resíduos e fazer o registo em ficha própria. Da recolha de resíduos, numa distância percorrida de cerca de 1 km resultou um total de 294 itens e 4,908 Kg.

Na escola, foram analisadas as fichas de registo de resíduos e identificaram-se os dez encontrados em maior quantidade. Foram construídas tabelas e um gráfico circular do Top 10 dos resíduos, ocupando o primeiro lugar as beatas e filtros de cigarros, logo seguidos dos guardanapos e lenços de papel.

A divulgação à comunidade educativa está a ser feita através de um painel/instalação patente no átrio do bloco B, construído com rede (para simbolizar uma rede de pesca) onde foram colocados alguns itens recolhidos na barragem, depois de devidamente higienizados.

Para a realização desta atividade da Brigada # Amar o Mar foi de extrema importância a colaboração da Câmara Municipal de Castelo Branco que cedeu o transporte de alunos e professores para a barragem; o apoio dos Serviços Municipalizados com a cedência de sacos e luvas para a recolha dos resíduos e também as orientações e acompanhamento do Senhor Engenheiro Nuno Silva.

O projeto pode ser visto com detalhe, na página oficial https://ecoescolas.abae.pt/2021-2022-projetos/brigada-amaromar-trabalhos/?school_id=1117&work_id=1

Pode ver o vídeo aqui.