No dia 27 de janeiro, assinalou-se o 77.º aniversário do Holocausto, período negro da história da humanidade e este dia não podia passar em branco!  Assim, um grupo de professoras do Agrupamento de Escolas Nuno Álvares decidiu lembrá-lo de uma forma digna e especial na escola sede.

A professora Alzira Faustino (organizadora da atividade) com as turmas do ensino profissional (11.º e 12.ºano) lançou o repto aos seus alunos, a que se seguiram as professoras Ana Luísa e Antónia de Artes, a professora Dolores Fidalgo, com a turma do 9.ºB e a professora Maria da Saúde Machado, coordenadora da Biblioteca da escola sede.

Os alunos começaram por construir materiais como braçadeiras em pano com a estrela de David, marcadores com imagens referentes aos campos de concentração, lenços para a cabeça com a estrela amarela, uma armação em rede em forma de quadro entre outros. É de realçar o envolvimento de todos os alunos que se aplicaram com muito entusiasmo na realização da preparação da atividade para que tudo corresse o melhor possível.

O átrio do Liceu foi decorado de forma alusiva e o intervalo da manhã das 10.15h foi o momento alto da atividade. Os alunos do profissional com a professora Alzira sentaram-se atrás da rede, ostentando as braçadeiras e os lenços com a estrela usada pelos judeus. À frente dos mesmos, podiam ver-se sapatos espalhados no chão, simbolizando os que milhares de judeus deixavam para trás… Ao mesmo tempo eram projetados vídeos num écran sobre o período do Holocausto com imagens reais e a professora Dolores Fidalgo entoava com os alunos do profissional e 9.ºano slogans em Português, Inglês, Francês, nomeadamente NUNCA MAIS, NEVER AGAIN, PLUS JAMAIS….

Por fim, as professoras apelaram a todos e em particular aos alunos presentes ao não esquecimento do sofrimento de milhares de judeus e outras etnias durante o holocausto. A atividade concluiu-se com uma grande salva de palmas em memória dos que pereceram e perderam as suas vidas!

Esta atividade foi muito importante e em especial no momento da história que vivemos onde os direitos humanos são todos os dias violados em toda a parte, sem qualquer respeito pelos direitos básicos de todo o ser humano. As novas gerações têm de aprender na escola o respeito pelos outros para que também mais tarde os defendam e lutem pelos direitos humanos!